---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Policlínica de Garopaba conta com soro anti-veneno.

Publicado em 21/08/2018 às 13:39 - Atualizado em 21/08/2018 às 13:39

Devido ao grande número de acidentes com animais peçonhentos, a Divisão de Controle de Zoonoses através da Vigilância Epidemiológica entrou com o pedido do soro anti-veneno na 18ª Regional de Saúde. Em outubro de 2017, a emergência da policlínica municipal de Garopaba, recebeu a visita da equipe da 18ª Regional de Saúde para avaliar as condições da unidade do município. Após a aprovação, os profissionais de saúde da emergência, incluindo médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem receberam uma capacitação, realizada pelo CIATOX/SC, onde ficaram cientes de protocolos de atendimento e tiraram duvidas sobre a aplicação do soro.

A aplicação dos soros, normalmente se da apenas em unidades hospitalares, Garopaba é um dos poucos municípios com uma unidade de atenção básica que conta com o soro anti-veneno, devido a demanda, e a capacidade estrutural e profissional da emergência.

SOROS:

Soro Antibothropico:  acidentes com serpentes do gênero bothrops, que no caso de Garopaba são as jararacas.

 Soro antiaracnideo:  acidentes com aranhas loxosceles (aranha marrom) e phoneutra (aranha armadeira.

 Todos os casos, as primeiras doses do soro são aplicadas na emergência com todos os protocolos e auxilio do CIATOX/SC (Centro de Informações e Assistência Toxicológica de Santa Catarina), e após a aplicação o paciente é encaminhado para a unidade de referência para continuar o tratamento, o retorno após a alta do paciente também é dado na unidade de referência. Na emergência da policlínica de Garopaba, só há atendimento no momento da emergência.

 

A Divisão de Controle de Zoonoses informa:

Evite acidentes:

• Sacuda e examine calçados e roupas antes de usar.

 • Use sempre calçados e luvas adequados para as atividades

 • Mantenha limpos os locais próximos às residências (evite acúmulo de lixo, entulhos e materiais de construção).

• Utilize telas e vedantes em portas e janelas.

• Manter as áreas de trabalho limpas e organizadas.

• Olhar sempre com atenção o local de trabalho.

• Não colocar as mãos em tocas, buracos na terra, ocos de árvores, cupinzeiros, entre espaços situados em montes de lenha ou entre pedras sem antes revisar.

 

O que fazer em caso de acidentes:

• Procure a unidade de saúde mais próxima, o socorro deve agir rapidamente.

• Ligue 0800.643.5252 - Plantão do CIATOX/SC (plantão 24 h).

• Imobilize o membro atingido e mantenha-o em posição elevada.

• Não fure, corte, esprema, faça sucção ou torniquete.

• Não oferecer bebidas alcoólicas ao acidentado. •Lavar o local da lesão com água e sabão e não colocar mais nada.

• Elevar a parte do corpo atingida.

• A vítima deve ser removida imediatamente

• Deve permanecer calmo e em repouso.

• Sempre que possível capturar o animal para correta identificação.